quinta-feira, 19 de maio de 2016

Por trás de todo o caos.

 Nada se compara á sensação de chegar em casa chutando os sapatos para o alto, tirar aquele sutiã que  apertou o dia inteiro, jogar-se na cama e pensar em tudo que aconteceu no dia. As vezes na correria do dia-a-dia, esquecemos de valorizar os pequenos momentos, como aquele cafuné que quase me fez dormir no almoço. Deixamos passar as melhores risadas, como folhas que o vento de outono leva do quintal.
 Quando tudo passa a não ter mais importância, os momentos passam a ser só momentos, não um grande evento, as pessoas passam a se esquecer e se perdem em meio ao caos. Parece que toda aquela bagunça do porão da alma, te engole e não se pensa em mais ninguém.É por aí que se deve notar que a vida passa sem piedade, cabe a nós nos resgatarmos para voltar a valorizar tudo aquilo que há de bom.
 É claro que nem tudo são rosas, todos vivemos dias difíceis, mas eles passam, o tempo é cruel e além de voar por entre os dedos, não volta atrás para nada,  assim vão-se pessoas, vão-se momentos, vai-se a vida. Cada vez que nos entregamos ao tempo, ao trabalho, aos estudos, sem lembrar-nos de viver, sem lembrar-nos da importância da companhia do outro, ficamos longe, nos afastamos. A vida desfaz-se do sol, deixando-nos apenas pingos de chuva que não cessam deixando-nos perdidos em meio ao caos.
 Somos o que há de melhor na vida uns dos outros, sempre que nos esquecemos disso, ficamos mais longe de retornar e então, paramos de nos esperar, porque nos esquecemos quem são os outros,as vezes até quem somos.
 Os pequenos prazeres da vida, merecem ser vividos com muita intensidade, sorrisos, abraços, beijos, carinhos e gentilezas, são as maiores riquezas que podemos guardar, ainda assim não percebemos seu valor na correria cotidiana. Aquele abraço que você por algum motivo deixou de dar hoje, pode ter sido o abraço que alguém mais precisava, poderia ter mudado o dia, se fosse minimamente valorizado, sua falta teria sido sentida e é disso que o mundo anda precisando, gente que sabe que aquele bom dia especial, as 7 da manhã, faz uma diferença enorme.

0 comentários:

Postar um comentário